Make your own free website on Tripod.com

"A Tempestade" de
Shakespeare: "Esses atores eram todos espiritos e dissiparam-seno ar, sim, no ar
impalpável. Um dia, tal e qual e base ilusória desta visão, as altas torres envoltas
em nuvens, os palácios, os templos solenes, e todo este imenso globo hão de
sumir-se no ar como se deu com esse tênue espetáculo. Somos todos feitos da
mesma substância dos sonhos e, entre um sono e outro, decorre a nossa curta
existência".